Pesquisar este blog

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Caminhar Vesgo

Poema de Tarso Correa



Caminhar vesgo,



Entre o certo e o contraditório,
Prefiro a dúvida, o caminho torto;
Nem céu ou inferno, só meio termo, basta o purgatório;
Não quero nada pronto, construo meu caminho,
Trançando os pés, buscando meu porto.

LADAINHA DO SERTÃO

LADAINHA DO SERTÃO - poema de Tarso Correa A terra rachada, Como a sola dos meus pés, A alma magoada, amarrada, Engaiolada igual passar...